Jardim Botânico participa da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia/ 2018

Publicado em 15/10/2018

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia apresenta sua 15ª edição com o tema “Ciência para a Redução das Desigualdades”. O Jardim Botânico do Rio de Janeiro participa com atividades para mostrar ao público seu trabalho de pesquisa e conservação da biodiversidade.

Visitas guiadas por botânicos, happy hour com ciência, jogos, oficinas, exposições, palestras e vídeos no Museu do Meio Ambiente estão programados para os dias 18, 19, 20 e 21 de outubro.

Confira a programação completa:

Visitas Guiadas especiais

– Coleção Temática do Orquidário, com a bióloga e curadora da coleção Delfina Araújo. Visita guiada na estufa e na área externa do orquidário.

Datas: 18 e 19/10 às 12h e 20 e 21/10 às 10h.

Duração: 40 a 45 minutos

Inscrição: no Centro de Visitantes

 

– Roteiro Botânico pelo Arboreto com o pesquisador do JBRJ, Marcus Nadruz. O objetivo da visita guiada é mostrar a diversidade das espécies cultivadas, a importância de uma coleção viva, a organização do Arboreto em relação às aleias, canteiros e distribuição dos espécimes. Também serão contados alguns fatos históricos relacionados a algumas espécies e suas utilidades.

Datas: 18 e 19/10 às 10h

Duração: 1h30

Inscrição: no Centro  de Visitantes- máximo de 25 pessoas

 

– Coleção Temática Cactário, com os biólogos Ricardo Reis e Diego Gonzaga. Visita Guiada ao Cactário com detalhamento sobre a coleção.

Datas: 18,19, 20 e 21/10, às 10h

Duração: 50 min

Inscrição: no Centro  de Visitantes- máximo de 25 pessoas

 

– Trilha Histórica, com a equipe do Centro de Visitantes. Na visita serão abordados pontos de relevância existentes no arboreto do Jardim Botânico entre eles espécies botânicas, monumentos artísticos e arquitetônicos.

Datas:  18, 19, 20 e 21/10, às 10h e às 14h

Duração:  1h30min

Inscrição: no Centro  de Visitantes – máximo de 25 pessoas

 

– A Amazônia no Jardim Botânico do Rio. A paisagista do JBRJ Ana Rosa de Oliveira apresenta as árvores da Amazônia no JBRJ, destacando o porte monumental, uso econômico, usos ornamentais e espécies ameaçadas de extinção.

Data: 20/10, às 11h e às 15h

Duração: 50 minutos

Inscrição: no Centro  de Visitantes – máximo de 25 pessoas

 

Associados têm acesso livre. 

 

Happy hour com ciência no Jarbô

– Conversando sobre pesquisa – com o diretor de Pesquisa Científica do JBRJ Renato Crespo Pereira e o coordenador de Coleções Vivas Marcus Nadruz Coelho.
Data: 18/10, das 17h às 18h30

Duração: 1h30

 

– Vamos falar de polinização! E o que isso tem a ver com desigualdades – com o pesquisador Leandro Freitas (JBRJ)
Data:19/10, das 17h às 18h30

Duração: 1h30

 

Stands no Museu do Meio Ambiente – das 9h às 17h

– Projeto Mantis

Mantis é o nome de um projeto que cataloga louva-a-deus raros da Mata Atlântica. O público poderá ver vários exemplares desses belos animais, inclusive vivos, ilustrações científicas e registros fotográficos feitos em expedições, além de conversar com os pesquisadores que os estudam. O Projeto Mantis recebeu o prêmio de fomento à pesquisa da National Geographic, na categoria Early Career Grant.

Datas: 19, 20 e 21/10

 

– Herbário RB

Oficina de herborização de plantas e exposição de amostras de plantas e fungos que fazem parte da coleção do herbário do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, criado em 1890 pelo naturalista Barbosa Rodrigues.

Data: 18, 19, 20 e  21/10

 

– A ciência por trás da madeira

A oficina apresenta a diversidade de madeiras, como é feita a sua identificação e por que saber identificar madeiras é útil em várias áreas. Também mostra como é aferida a idade das árvores e como incêndios florestais são registrados na madeira.

Leonardo B. do Nascimento e Rafael P. Albuquerque (pós-graduandos da Escola Nacional de Botânica Tropical (ENBT)

Datas: 18 e 19/10

 

– Plantas parasitas: quem são e onde estão?

Nesta oficina, o público descobre várias espécies e tipos de plantas parasitas, que poderão ser manuseadas e observadas ao microscópio. Também participa de brincadeiras e conversas sobre o tema com pesquisadores e alunos do JBRJ, UFRJ e UFRRJ.

Data: 18, 19, 20 e 21/10

 

Acervo científico e sua importância

Os cientistas se utilizam de diferentes acervos em suas pesquisas, mas pouca gente sabe quais são os tipos de acervos existentes, o que eles guardam e qual a sua importância. Uma equipe de pós-graduandos do Jardim Botânico e do Museu Nacional vai revelar tudo!

Datas: 18 e 19/10

 

– Do remédio à política: etnobotânica em foco

Remédios, móveis, roupas, alimentos, construção são alguns dos diversos usos que as pessoas fazem das plantas – não podemos viver sem elas! A Etnobotânica estuda as relações entre as culturas humanas e as plantas e mostra como essas relações afetam a população em geral.

Data: 20 e 21/10

 

A Fauna do Jardim Botânico

Jogo de tabuleiro e oficina de pintura de máscaras de animais são algumas atividades no stand do Núcleo de Conservação da Fauna do JBRJ, onde o público descobre quais são os animais que vivem no Jardim e como cuidar bem deles.

Datas: 18, 19, 20 a 21/10

 

Acervo Fotográfico Histórico

Um computador para acesso ao Acervo Fotográfico Histórico do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. A partir de 18 de outubro, as 17.000 fotos estão disponíveis online em http://acervo.jbrj.gov.br.  Os preciosos registros abrangem mais de 100 anos de momentos relevantes da história da instituição, bem como de expedições realizadas no território brasileiro. Destacam-se cerca de 2000 negativos de vidro datados do período de 1900 a 1940, pela sua importância e valor documental.

Datas: 18, 19, 20 e 21/10

 

Cidadania e Meio Ambiente

O Educativo do Museu do Meio Ambiente traz dois jogos baseados nos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), com foco na Redução das Desigualdades, relacionando os conceitos de conservação da diversidade e justiça social.

– Jogo de tabuleiro Construção da Cidade Sustentável;

– Jogo dos 17 Acertos” (interativo e virtual).

Datas: 18, 19, 20 e 21/10

 

Oficina de Jardinagem para Crianças

A equipe do Centro de Responsabilidade Socioambiental dá dicas para o cultivo de plantas usadas na culinária, como manjericão, orégano e alecrim, e o participante poderá levar para casa as mudas plantadas em vasinhos.

Datas: 18, 19, 20 e 21/10

 

Oficina de Ilustração Botânica

Atividades de desenho botânico para crianças, jovens e adultos, orientadas pelos professores de Ilustração Botânica da Escola Nacional de Botânica Tropical (ENBT), Paulo Ormindo e Malena Barreto. Os participantes também podem conversar com os ilustradores e descobrir como é realizada esta arte fascinante e de grande importância para a ciência.

Datas: 18,19, 20 e 21/10

 

– Iniciação Científica- Ensino Médio
Os bolsistas de Iniciação Científica do Centro de Responsabilidade Socioambiental apresentarão suas pesquisas realizadas no Jardim Botânico.

Datas: 18, 19, 20 e 21/10

 

– Homenagem ao Museu Nacional

A Biblioteca Barbosa Rodrigues homenageia o Museu Nacional, que completou 200 anos em 2018 e teve parte preciosa de suas coleções destruídas por um incêndio em setembro. Serão expostas revistas publicadas pelo Museu que estão no acervo da biblioteca do JBRJ.

Datas: 18, 19, 20 e 21/10

 

Pesquisas do Jardim Botânico em vídeo

Exibição, em sessão contínua, de quatro vídeos sobre pesquisas realizadas pelo Jardim Botânico do Rio de Janeiro: Montanhas da Amazônia, Reflora – muito além do repatriamento, Banco dos Abrolhos: maior complexo coralíneo do Atlântico Sul e Fungos

As exibições serão em sala com TV no segundo andar do Museu do Meio Ambiente.

Data: 18,19, 20 e 21/10

 

Palestra e outras atividades no Museu do Meio Ambiente

– Palestra “Expedição Mantis: uma viagem pela Mata Atlântica”

Palestrantes: equipe do Projeto Mantis – Leonardo Moutinho Lanna, João Felipe Herculano Rocha, Lucas Linhares Fiat e Sávio da Silva Cavalcante do Nascimento.

O Projeto Mantis é um projeto brasileiro de pesquisa, conservação e registros de vida selvagem da Mata Atlântica. Tem como símbolo e foco de estudos os louva-a-deus, insetos carismáticos e inofensivos pouco conhecidos no Brasil. Desde o início, o projeto trabalha uma ciência contemporânea, envolvendo divulgação, educação e contato com a natureza, arte e outras áreas.

Tem sua sede no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, onde trabalha em parceria com o Laboratório de Fitossanidade sob orientação de Maria Lucia França Moscatelli. O projeto também faz parte do núcleo de exploradores da National Geographic Society.

– Data: 20/10, às 10 horas

Duração: 50 minutos

 

Exposições itinerantes

Ilhas do Rio

O Projeto Ilhas do Rio faz pesquisa científica no Monumento Naturas das Ilhas Cagarras e divulga o resultado dessas pesquisas em  um caminhão, com baú adaptado, levando para o público adulto e infantil fotos, vídeos, painéis didáticos, amostras botânicas e o acervo da coleção zoológica da SAE/MNRJ.

Data: 20/10, das 10h às 16h

Local: em frente ao Museu do Meio Ambiente

 

PrevFogo – Uma equipe do PrevFogo conscientiza sobre as causas e consequências dos incêndios florestais

Datas: 20 e 21/10, das 10h às 17h, em frente ao Museu do Meio Ambiente.

 

Mostra Ver Ciência

Exibição de vídeos do projeto Ver Ciência na Sala Multimídia do Museu do Meio Ambiente. Sessões contínuas, exceto nos dias de palestra.

Data: 18, 19, 20 e 21/10(exceto dia 20/10 das 10h às 12h).

 

* As atividades no Museu do Meio Ambiente e no Corredor Cultural do JBRJ serão gratuitas.

Mais notícias