Como Atuamos

Além do órgão supremo, que é a Assembleia Geral dos associados, nossa estrutura compreende Conselho Deliberativo, Diretoria e Conselho Fiscal, todos com mandatos de dois anos, podendo ser reeleitos sem qualquer limitação.

Conselho FiscalDiretoriaConselho Deliberativo
Tem as atribuições que o nome lhe empresta e, nesta tarefa, atua com o respaldo de uma auditoria externa independente, sempre que possível.Tem um número flexível de componentes até o máximo de sete, com um mínimo de quatro, sendo um Diretor Executivo e os demais sem denominação própria, com as atribuições que lhes forem fixadas em reunião de seus membros.Pode ter até quarenta membros entre os quais, obrigatoriamente, o Presidente do Instituto Jardim Botânico do Rio de Janeiro, que é seu membro nato.

A competência de cada um dos órgãos está estabelecida no Estatuto Social mas, especificamente, poderíamos resumi-las da seguinte maneira: a Assembleia Geral é a instância máxima da entidade. O Conselho Deliberativo, além de eleger seu Presidente e Vice entre os seus pares, elege também a Diretoria que tem por obrigação administrar a Associação, obter e zelar pela boa aplicação de recursos arrecadados, apresentar os orçamentos anuais e plurianuais que regerão a entidade. O Conselho Fiscal compõe-se de três membros efetivos e respectivos suplentes, cabendo-lhe anualmente examinar as demonstrações financeiras da Associação e emitir parecer a respeito das mesmas.

Atuamos com dedicação e amor. A todos nós, associados ou dirigentes, cabe lutar pelo contínuo desenvolvimento do objetivo principal da AAJB: o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Patrimônio da Humanidade que nos cabe preservar.

Ver Estatuto